Precisamos todas ser empreendedoras das nossas vidas?

Você sabe o que é isso: parece que agora todo mundo tem que fazer vídeo no Instagram, ter um canal no YouTube, fazer lives nas redes sociais… enfim, virar uma "marca" e saber agir como tal na internet.

Mas a gente tem visto também o quanto isso é cansativo e o quanto é estressante ter que atuar na sua profissão e ainda produzir conteúdo pra internet - caso esse já não seja o seu trabalho, claro.

"O que você quer no fim do dia? 100 mil seguidores, que depois você vai querer 200 mil? São os recebidos, que depois vão virar uma publicidade? Estamos o tempo inteiro olhando para algo que é muito intangível, se medindo por ele."

“Quanto mais você humaniza as suas ações e o trabalho que você está fazendo fica mais fácil resolver os B.Os”

Em tempos de vídeos apontando para informações invisíveis, tiro no pé vindo do algoritmo e os desafios de tocar o próprio negócio, a gente se pergunta: todas nós precisamos ser empreendedoras de nós mesmas?

Talvez a resposta para essa pergunta seja

e dizer não é uma das coisas mais empoderadoras e libertadoras que a gente pode aprender a dizer.

Afinal, quando você diz sim pra tudo - inclusive pra se tornar uma marca na internet - você com certeza tá deixando de dizer sim pra pessoa mais importante nesse processo: você mesma.

Essa reflexão toda veio de um bate-papo mara mediado por Marcela Ceribelli e Roberta Camargo com Dani Arrais e Dandara Pagu lá no nosso YouTube!