#06Andreza.png
#04-escuteaqui.png

Se você é uma mulher, com certeza já recebeu muitos palpites não solicitados sobre a sua aparência, certo? Não importa o contexto no qual a gente viva: ainda que o ano seja 2020 e tenhamos avançado um tanto na nossa luta por emancipação e liberdade, parece que o mundo insiste em dizer como devemos apresentar nossos corpos para a sociedade. E, em tempos de pandemia e isolamento, lidar com a aceitação da nossa imagem nua e crua pode ser um desafio e tanto, né? Afinal, como fica a nossa autoestima dentro de casa, de pijama e longe de todos aqueles serviços que sempre nos ajudam na manutenção da nossa vaidade? Foi pensando nisso que, para o episódio final da série especial de Mês das Mulheres, nós decidimos criar um papo necessário & denso, mas cheio de acolhimento entre a Marcela, a Sabrina Dibynis e a Rosa Luz sobre a jornada de construção de autoestima pela qual todas nós passaremos nessa vida. Desde os primeiros papos com as convidadas (que me ensinaram muita coisa sobre esse assunto apontando pontos de vista bem diferentes dos meus), passando pela gravação, até o conteúdo final, esse episódio foi um abraço. E é por isso que eu e toda a equipe Obvious esperamos que você custa o resultado tanto quanto a gente. Ah, e não se esqueça de deixar suas opiniões lá no bomdia@obvious.cc, tá? 

que tal relembrar alguns episódios que têm tudo a ver com o papo de hoje? 

03.png
01.png

Crie momentos só seus e não invada os momentinhos dos outros, sejam eles de lazer ou trabalho. 

Da semana passada pra cá, pouca coisa mudou. Ainda temos a recomendação para ficarmos quietinhas em casa - a despeito do que ~certas  autoridades~ andam dizendo por aí - e sabemos que conviver já não era uma tarefa fácil, mas ficou um pouquinho mais complexa agora. E pra tentar amenizar possíveis tretas, vamos de 

Respeite o espaço do outro. Momentos individuais são sagrados.

Quando for falar sobre algo complicado, delicado ou difícil, crie um mood agradável para facilitar a conversa. 

Menosprezar e invalidar a ansiedade, o medo e a angústia de quem mora com você só piora a situação do outro e não melhora em nada a sua, ok?

Ceder um pouquinho não faz mal a ninguém. Procure sempre encontrar acordos que funcionem para os dois lados.

Sentir raiva é normal e, sim, nesse momento a sua irritabilidade pode aumentar. Acolha esses sentimentos e busque maneiras de lidar com eles: desabafe com uma amiga, chape de endorfina, respire fundo...

Abra caminhos para o diálogo. Expor seus pontos e ouvir os dos outros é essencial. 

eumaratono.png
ortodoxa02.png

Para contextualizar:

 

Saturno passa cerca de 2 a 3 anos em casa signo, se movimentando lentamente. Na mitologia, o planeta está relacionado ao cronos, ou seja, ao sábio mestre que chamamos de tempo. Astrologicamente, esse é o planeta regente de capricórnio e co-regente de aquário - e é por isso que a conta sempre chega, rs.

 

E quando a responsa bater, que que eu faço???

 

Geralmente, o primeiro retorno de Saturno é sentido com mais intensidade, pois ele marca um momento na vida em que estamos nos aprofundando em nos conhecer como pessoas únicas. Pode ser aos 27, 28, 29 ou aos 30, mas uma hora percebemos que, nessa vida, somos nós por nós mesmas. E se você não tomar suas atitudes por você, ninguém vai tomar, tá?

 

Então a maior lição que Saturno nos ensina é: Seja paciente & responsável, porque tudo acontece nomomento certo.

 

{quer saber mais sobre astrologia? então manda sua sugestão de assunto pro bomdia@obvious.cc, bb!}

A Netflix acabou de lançar mais um baita tesouro para o catálogo. Sem muitos spoilers, a minissérie "Nada Ortodoxa" conta a história da jovem Etsy (interpretada brilhantemente por Shira Haas) que rejeita sua educação judaica ortodoxa e parte em busca de uma nova vida fora do contexto no qual vivia até então. Se é lição de coragem & resiliência que você quer, então guarde essa dica. Enredo incrível, roteiro impecável e atuações mais que surpreendentes. Aproveitando o gancho: a série foi inspirada em um livro que esteve na lista dos mais vendidos pelo New York Times: "Unorthodox", da escritora Deborah Feldman. Se a história te encantar tanto quanto encantou a mim, vale a pena mergulhar nas páginas do livro também:

Não aprendemos a dizer adeus, mas a masterclass sobre o Retorno de Saturno que a Br000na preparou pra gente está chegando ao fim… Então vem se despedir com a parte 3? 

O sol entrou em áries, gata! Olha só os filmes que estão em cartaz nessa temporada do CineObvious:

playlist.png